credito online

Crédito online, bom ou mau?

Credito online
Credito online

Creditos online

Quando a oportunidade aparece é essencial ter recursos de forma rápida ou alguém poderá aproveitar a oportunidade primeiro.

O crédito online garante dinheiro extra de forma imediata e sem inconvenientes.

Contudo, antes de mais, convém esclarecer o leitor sobre o crédito online e para o que realmente lhe serve.

A palavra crédito pode ter diferentes significados ou interpretações.

Dizer que uma pessoa é digna de crédito é o mesmo que dizer que é digna de confiança.

Aplicado ao setor financeiro, estamos a falar de crédito bancário que mais não é do que uma relação contratual entre duas partes: o banco ou instituição financeira e o cliente.

Um crédito é, na verdade, pedir dinheiro emprestado, antecipando o consumo do futuro para o presente (por contraponto, a poupança é adiar o consumo do presente para o futuro).

Para podermos antecipar o consumo é necessário compensar o banco que nos empresta, esta compensação em forma de juro é devida porque:
Em vez de emprestar o banco pode investir o dinheiro e obter uma remuneração;

Há risco do cliente não devolver o dinheiro, pelo que o banco se quer proteger.

Quanto maior for o risco maior será a taxa de juro do empréstimo online.

O Crédito é Mau?

Visto desta forma, o credito online nem é bom nem é mau mas sim, antes de mais, uma ferramenta ao dispor das pessoas e das empresas para satisfazer determinada necessidade.

Daqui advém que o que torna o crédito bom ou mau é a utilização que a pessoa ou a empresa faz com ele:
Crédito Bom é um empréstimo que permite reduzir um conjunto de encargos ou satisfazer uma necessidade básica, adaptando o valor da prestação ao orçamento familiar.

Por sua vez, Crédito Mau, é um empréstimo para a satisfação de uma necessidade menos básica (ou mesmo para compra de algo superficial) e cuja prestação não está adequada ao orçamento familiar (taxa de esforço elevada).

Quais as Vantagens de Pedir Crédito?
Quem pede dinheiro emprestado está à procura de satisfazer uma necessidade, seja essencial ou seja superficial.

Assim, podemos destacar um conjunto de vantagens do crédito:
1 – Antecipar a satisfação de uma necessidade;
2 – Realização de investimentos criadores de valor;
3 – Satisfação de emergências (como despesas de saúde, por exemplo).

O Crédito Tem Desvantagens Que Podem Ser Perigosas?

Apesar das vantagens enunciadas, o recurso ao crédito tem também alguns riscos e/ou inconvenientes:
1 – Obrigatoriedade do pagamento de juros;
2 – Regras muito restritivas com penalizações graves por incumprimento;
3 – Potenciação de riscos e de descontrolo financeiro.

Neste processo, alertamos que o recurso ao crédito deve ser muito ponderado para evitar estar a entrar em situações de fragilidade/perigo financeiro.

Nunca faça um crédito se desconfiar que não o conseguirá pagar.

Credito online
Vivemos rodeados de solicitações, os dias passam apressados que até as tarefas a que nos propomos parecem difíceis de concretizar.

Cómodo, fácil e rápido são algumas das vantagens de fazer um empréstimo online .

Sem ter que sair de casa, sem ter que alterar a sua rotina, o crédito online promete responder a necessidades com celeridade e confidencialidade.

À velocidade que tudo acontece hoje em dia, até para sermos felizes temos que estar online.

Um crédito online na hora é o desejo de muitas pessoas.

Simular o empréstimo, solicitá-lo e saber se foi ou não aprovado não podia ser na verdade mais rápido.

Crédito online rápido: precauções a ter

Como qualquer crédito, este tem taxas de juro associadas.

Neste caso, a rapidez do processo e o maior risco associado acarretam taxas de juros mais altas.

Nesse sentido, deverá avaliar com cuidado o valor de crédito de que realmente necessita e a capacidade de resposta ao prazo de pagamento estabelecido.

Por essa razão, antes de optar pela solução de crédito rápido, tenha em atenção algumas questões:
1 – Confirme a credibilidade da instituição financeira em causa (através das informações prestadas pelo Banco de Portugal, por exemplo);
2 – Avalie as taxas de juro associadas, nomeadamente a TAEG (Taxa Anual Efetiva Global) e todas as comissões associadas;
3 – Avalie os custos de adesão a um seguro ao crédito;
4 – Desconfie se for solicitado um valor para despesas de processo;
5 – Não forneça dados bancários de contas em seu nome, nomeadamente códigos de acesso de Home Banking.

Acima de tudo, tenha em conta que a constituição de um crédito online tem, obrigatoriamente, de cumprir um conjunto de regras estabelecidas pelo Banco de Portugal.

SIGA-NOS

SIGA-NOS