emprestimos

Juntar créditos num só? Vale a pena?

juntar creditos num so
juntar creditos num so

Juntar créditos num só? Vale a pena?

Juntar créditos num só poderá ajudá-lo a poupar até 60% no total das mensalidades dos mesmos.

Não só esta modalidade poderá constituir um enorme alivio financeiro mensal para si, como também facilitará a gestão e pagamento de todos os empréstimos em seu nome.

Uma vez que, após consolidá-los, os seus diversos créditos passarão a ser tratados como um só crédito, simplificando assim uma rotina que, sem uma consolidação, pode tornar-se confusa e entediante.

Juntar créditos num só: vale mesmo a pena?

A viabilidade desta solução irá depender seriamente da sua situação financeira, prioridades e expectativas para o futuro.

Esta é uma opção disponível para quem se encontre na lista negra do banco de Portugal por motivos de incumprimento

Mas se apresenta a sua situação regularizada, então a consolidação de créditos poderá ajudá-lo a usufruir de diversas vantagens extremamente apelativas.

Prolongamento do prazo: Através desta alternativa poderá aumentar o prazo de pagamento dos seus empréstimos, o que lhe permitirá reduzir substancialmente o valor mensal a pagar.

Isto pode revelar-se particularmente vantajoso para quem se encontre numa situação financeira instável e tema a possibilidade de poder vir a entrar em incumprimento num futuro próximo caso não consiga reduzir o valor das suas prestações.

No entanto, é importante estar ciente de que o aumento deste prazo poderá contribuir também para o aumento do valor total da sua dívida.

juntar creditos
juntar creditos

Redução da taxa de juro: A consolidação dos seus créditos pode levar a uma redução bastante substancial das taxas de juro, permitindo assim, juntamente com o aumento do prazo de pagamento, usufruir de uma poupança do seu crédito pessoal que poderá ir até aos 60%, aliviando assim os seus encargos mensais e reduzindo as probabilidades de vir a entrar em situação de incumprimento.

Redução de comissões: Uma consolidação implicará a renegociação dos seus créditos, o que lhe permitirá ter acesso a comissões de manutenção consideravelmente mais reduzidas.

Riscos a ter em conta para juntar os créditos

Ainda que esta modalidade constitua uma excelente forma de poupar quantias bastante significativas, não deixa de comportar alguns riscos consigo, dos quais deverá estar bem ciente antes de optar por juntar os seus créditos.

Um dos maiores riscos desta opção é o aumento do risco de cair na tentação de vir a recorrer a novos empréstimos, uma vez que terá mais dinheiro disponível mensalmente, o que poderá empurrá-lo para uma nova situação de endividamento.

Aconselha-se que utilize o dinheiro poupado para proceder a amortização dos créditos ou compra de bens essenciais.

Para juntar créditos num só, é também, importante ter plena noção do total do montante final que irá pagar pelos seus créditos, uma vez que, ainda que esta opção lhe permita poupar algum dinheiro mensalmente, a longo prazo o valor total do empréstimo poderá acabar por custar-lhe muito mais.

SIGA-NOS

SIGA-NOS